<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d12697588\x26blogName\x3dPalavrArdente\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://palavrardente.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://palavrardente.blogspot.com/\x26vt\x3d9091287933922860388', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
PalavrArdente

SILVES, outrora capital do Algarve, hoje, capital da Palavra Ardente 

terça-feira, maio 31, 2005

5:38 da tarde -

Depois de lamber cuidadosamente
as minhas feridas mudei
o lugar às minha jóias
estavam num cartucho
de papel pardo dentro de uma gavetinha
despejei-o em cima do tampo da minha secretária
loquei nas jóias uma a uma:
um par de brincos que não ponho
porque não tenho as orelhas furadas
três alfinetes: um galgo de vermeil
com uma coleira de rubis
um lagarto de Toledo
um filete com um amor- perfeito
duas pulseiras com o fecho estragado
também os alfinetes não têm conserto
os aneis são dois
um tem uma pedra amarela
o outro é mais complicado
estão-me os dois largos
o resto é um coração
que se abre com uma unha
mas hoje não tenho unhas
cortei-as com uma tesourinha de bordar
mudei tudo para uma caixinha de madeira
com um falcão peregrino na tampa
e folhas de acanto
e mudei a caixinha para ao pé de mim
o que é que eu vou fazer mais?
tratar do piolho verde das minhas roseiras
chamar-me Maria Bárbara
escrever uma novela gótica
viver de pão e laranjas
cantar uma canção que acaba com os versos
Liebst du um Liebe, o ja - mich liebe!
pedir um favor ao príncipe Teodósio.
Adília Lopes


Enviar um comentário

© PalavrArdente 2005 - Powered for Blogger by Blogger Templates



Free Hit Counter