<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d12697588\x26blogName\x3dPalavrArdente\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://palavrardente.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://palavrardente.blogspot.com/\x26vt\x3d9091287933922860388', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
PalavrArdente

SILVES, outrora capital do Algarve, hoje, capital da Palavra Ardente 

segunda-feira, maio 09, 2005

11:59 da manhã - José Blanc de Portugal.... "Poética Abreviada"

...

"A Poesia por " coisa para ser" ou o primeiro por " coisa para ser" e a segunda "por coisa que tem que ser" ou na forma material da transmissão " coisa que há-de repetir o ser - inicial" no seu criador. E isto sob pena não de não ser poesia mas de não " continuar a sê-lo". Há muita poesia que deixa de sê-lo ao sair das mãos do poeta. Mas merece o respeito por nelas ter sido. Só se " a poesia-poema" por si em outros poeteia é que será grande. E isto é o mesmo que ser poesia-docente. ( por vezes " imoralizadora" - " mores" costumes, bons ou maus...) Também se nada ensinar não sei como possa comunicar-se. Sinto muito ser tão materialista mas só assim serei o que os outros dizem. Eles não são nem isto nem aquilo ou se o são não têm culpa de serem poetas, ó Deus!"

....

José Blanc de Portugal
26/V/1951
" Poética abreviada"- Escrita para que conste.
in " cadernos de poesia"
reprodução fac similida dirigida por Luis Adriano Carlos e Joana Matos Frias
edição campo das letras


Enviar um comentário

© PalavrArdente 2005 - Powered for Blogger by Blogger Templates



Free Hit Counter