<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d12697588\x26blogName\x3dPalavrArdente\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://palavrardente.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://palavrardente.blogspot.com/\x26vt\x3d9091287933922860388', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
PalavrArdente

SILVES, outrora capital do Algarve, hoje, capital da Palavra Ardente 

quinta-feira, julho 14, 2005

10:16 da tarde - Ano do Centenário de Erico Veríssimo


Erico LopesVerissimo nasceu em Cruz Alta, a 17 de Dezembro de 1905 e faleceu em Porto Alegre, em 28 de Novembro de 1975.
Filho de Sebastião Veríssimo da Fonseca e de Abegahy Lopes Veríssimo, estudou em Porto Alegre, tendo, mais tarde voltado a sua terra natal onde começou por trabalhar num banco e, mais tarde, como sócio, numa farmácia. Entre os remédios e o namoro com Mafalda Halfen Volpe, com quem acabaria por casar, em 1931, dedicava as horas vagas à leitura, principalmente, de Ibsen, Shakespeare, Georges Bernard Shaw, Oscar Wilde e Machado de Assis, que, em muito, influenciaram a sua formação literária.
Iniciou-se, em 1928, com o conto Ladrões de Gado , e, em 1932, com a edição de Fantoches começa a sua brilhante carreira literária que, em 1938, alcança repercussão nacional e, mais tarde, internacional.
Foi, porém, com Olhai os Lírios do Campo, em 1938, que o seu nome se tornou, verdadeiramente, popular.
Os seus livros encontram-se traduzidos e publicados em quase todo o mundo: EUA, Inglaterra, França, Itália, Alemanha, Áustria, México, URSS, Noruega, Holanda, Hungria, Roménia, Argentina,etc.
Recebeu variadíssimos prémios, nomeadamente, o Prémio Literário da Fundação Moinhos Santista ( 1973 ) pelo conjunto da sua obra.
Um dos seus trabalhos mais notáveis é o Tempo e o Vento, romance dividido em três partes O Continente, O Retrato e O Arquipélago - começado em 1949 e terminado em 1962.
Destacam-se, igualmente, o Senhor Embaixador ( 1965 ), O Prisioneiro ( 1967 ) e Incidente em Antares ( 1971 ). Faleceu qaundo escrevia o segundo volume de Solo de Clarinete, o seu livro de memórias Posted by Picasa

Poema de Carlos Drummond quando da morte de
Erico Verissimo

Falta alguma coisa no Brasil

depois da noite de Sexta-feira

Falta aquele homem no escritório

a tirar da máquina elétrica

o destino dos seres,

a explicação antiga da terra.

Falta uma tristeza de menino bom

caminando entre adultos

na esperança da justiça

que tarda - como tarda!

a clarear o mundo.

Falta um boné, aquele jeito manso,

aquela ternura contida, óleo

a derramar-se lentamente,

falta o casal passeando no trigal.

Falta um solo de clarineta.

( enviado por Rui Mendes )


Enviar um comentário

© PalavrArdente 2005 - Powered for Blogger by Blogger Templates



Free Hit Counter