<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d12697588\x26blogName\x3dPalavrArdente\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://palavrardente.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://palavrardente.blogspot.com/\x26vt\x3d9091287933922860388', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
PalavrArdente

SILVES, outrora capital do Algarve, hoje, capital da Palavra Ardente 

segunda-feira, julho 04, 2005

3:59 da tarde -


Luiza Neto Jorge, 1939-1989.Posted by Picasa
Estudou em Lisboa, viveu em Paris entre 1962 e 1970, publicou sete livros de poesia, escreveu para teatro e cinema, traduziu muito. Quem era na vida de cada dia, quem os seus amigos e hábitos? Na sua poesia está o lugar da sua casa, numa Rua que se chamou do Mundo, a cidade de Silves onde passou uns meses em 1983, a Faculdade de Letras, Maio de 68, o que se ler.
Mas, se tudo o que está nela tem o seu tempo, esse não é só o tempo em que viveu mas a falha do seu tempo e de todos os tempos. Através da qual refulge outra paisagem. Quero dizer: há pesquisa do que possam ser as coisas sem tempo. Como se fossem as coisas só.
in "Poesia" ( Assírio & Alvim )


Enviar um comentário

© PalavrArdente 2005 - Powered for Blogger by Blogger Templates



Free Hit Counter